Preceito básico

O bom vinho não é o que os críticos e os entendidos enaltecem, nem aquele que custa os olhos da cara, nem o que todos bebem. O bom vinho é aquele de que gostamos, o que conseguimos comprar e, principalmente, o que bebemos em boa companhia!


terça-feira, 8 de março de 2011

Esporão Reserva Tinto 2008

Tem gente que é taxativa: eu gosto de vinho assim e pronto. Outro dia li uma entrevista com o Ed Motta e ele disse: vinho que presta é da Borgonha e o resto não vale a pena.
Eu não consigo ser assim. Estou quase sempre num dilema: qual estilo de vinho prefiro. Na verdade, tenho percebido que minha preferência varia de acordo com os vinhos vou degustando. Quando experimento um belo vinho, tendo a achar que aquele estilo é o melhor. Este Esporão, por exemplo, me faz pensar que esse estilo elegante, velho mundista, é o que há.
Cor rubi tendente ao grená, brilhante, com delicadas lágrimas. Aromas de média intensidade, com frutado leve, madeira e caramelo. Complexo. Na boca confirma o nariz, apresenta corpo médio, com taninos educados, em um conjunto bem harmonizado. Final de boca de média persistência, sem nenhum amargor.
É um vinho delicioso, muito justinho, com tudo na dose certa. Ótima evolução na taça. A comida o valoriza muito. Dá vontade de comprar uma caixa, para ter sempre um à mão.
Esse é o estilão da minha preferência. Bem, pelo menos até a próxima garrafa.
Classificação: excelente.

FICHA

Produtor: Herdade do Esporão
Tipo: Tinto - Assemblage
Região: Alentejo
País: Portugal
Safra: 2008
Uvas: Aragonês, Trincadeira, Cabernet Sauvignon e Alicante Bouschet.
Graduação Alcoólica: 14%
Temperatura de Serviço: 15ºC
Envelhecimento: Estagio de doze meses em carvalho, 70% americano e 30% francês
Diretrizes Enogastronômicas: Carnes leves, aves, carne de porco, massa com molho vermelho e queijos tipo parmiggiano
Estimativa de Guarda: 8 ano(s)

10 comentários:

  1. Gostei do post, do vinho e da opinião! Seus posts estão matadores. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Valeu.
    Tô sempre de olho nos posts da turma do Wineleaks, tb.
    Em especial, tem um post seu -Great Wall- é fora de série.
    Abs

    ResponderExcluir
  3. Acho bacana quando você escreve além do vinho, como a entrevista do Ed Motta e sua opinião sobre ela. Fica mais no espírito "Leigo Vinho", bem mais pessoal que as opiniões dos ditos especialistas - e por isso bem mais confiável.

    Estou esperando posts seus, porque sei que sua viagem rendeu! Usou o novo limite da alfândega? Abração!

    ResponderExcluir
  4. Perfeito seu "Preceito básico do vinho!", concordo em gênero, número e grau.

    Ontem degustei este Esporão Reserva Tinto 2008. Confeço que andava meio reticente a vinho português, mas este Esporão é fantástico e me fez repensar sobre o assunto.

    ResponderExcluir
  5. Fábio,
    primeiramente obrigado pela visita e colaboração.
    Realmente este Esporão vale a pena.
    O branco tb está no mesmo nível, experimente.
    A vinícola tb tem um que é tiro certo: Esporão Garrafeira Private Selection, mas é o dobro do preço (vale.).
    Eu tb tinha alguns preconceitos, mas todos foram caindo com a própria degustação.
    Abs

    ResponderExcluir
  6. comprei uma garrafa hoje! estou ansioso para experimentá-lo amanhã!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Vale a pena ter um em casa! Excelente!

    ResponderExcluir
  8. Esse Ed Motta não é parâmetro para nada, pior que borra de café.
    Precisa de um câncer pra dar valor a vida e as pessoas.

    ResponderExcluir
  9. Jose Francisco de Assis Polonini14 de julho de 2012 14:03

    Ola,

    Adorei o seu blog e olha que li somente 2 comentarios, 1 sobre o Peñalolen Azul (O Cabernet Franc 2008, está bem mais redondo, mas sou suspeito pq adoro Cabernet Franc) e este sobre o Esporão. O Esporão dispensa comentários ja provei alguns mas o excepcional foi um 2003 que minha irmã trouxe da Europa(ela mora na Suiça e me ofendeu com uma garrafa de 1,5 litro reserva especial), simplesmente espetacular.
    Mas o que me levou a post aqui foi a frase que ilustra o seu blog sobre o melhor vinho. Ela sintetiza o pensamento deum apreciador e amante de vinhos. Quem é o autor da frase?
    Li certa vez uma outra tambem sensacional: "A maior virtude dos vinhos ruins é afastar as más relações."
    Fiquei fregues do seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Francisco,
      muito obrigado pela visita e pelo comentário.
      Quando fazemos um blog queremos é compartilhar experiências.
      Com a avalanche de vinhos q tem invadido o mercado, sempre é bom ter alguma indicação para ajudar na escolha.
      Seja sempre bem vindo.

      Abs

      Ha...a frase é minha mesmo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...